menu
Topo
Larissa Drumond

Larissa Drumond

Aprenda a colar cílios postiços de uma vez por todas

Larissa Drumond

09/11/2017 08h00

No post anterior, eu dei 7 dicas para quem tem preguiça de se maquiar. Nesta semana, a preguiça precisa ser deixada de lado, porque vai ser um momento muito importante na sua vida: a de aprender a colar cílios postiços de vez! A verdade é que maquiagem é um eterno processo de aperfeiçoamento e aprendizado, ninguém nasce sabendo: é preciso ter interesse e paciência, ver vídeos, acompanhar tutoriais, procurar referências, perguntar para quem entende, trocar experiências com amigos e, principalmente, tentar.

Lembro que a primeira vez que eu coloquei cílios postiços foi em fevereiro de 2015. Não faz muito tempo! Eu tive um casamento em Ilhabela (litoral de São Paulo) e, como eu não teria nenhum maquiador à minha disposição, pensei: "Quero uma maquiagem completa para um evento especial como este. É hoje que eu vou ficar cilhuda por conta própria!" Dias antes eu tinha ido a uma loja da Quem Disse Berenice para comprar um par de cílios e uma cola específica. Depois de muito tempo e um suorzinho – de nervoso mesmo, não era nem o calor que estava fazendo na praia em pleno verão –, eu consegui. Maravilha, chuva de papel picado! Mas quem disse que eu conseguia colar o lado esquerdo? Após mais alguns minutos de angústia e persistência… Finalmente funcionou!

Hoje eu colo em menos de 5 minutos, porque a prática leva à perfeição. Às vezes nem tanta perfeição assim, o que para uma pessoa com ascendente em Virgem é algo difícil de lidar, mas já é o suficiente. O segredo é só um: não ter medo de arriscar. Se der medo, vai com medo mesmo! E às vezes eu sou ousada, viu? Olha só esses cílios de arco-íris que colei especialmente para a Parada LGBTQ+ deste ano em Amsterdam.

Como escolher?
Eu adoro brincar com os cílios coloridos e divertidos, mas se você tem uma festa e quer uma extensão mais tradicional, escolha os que têm uma estética natural: não em termos de tamanho ou formato – afinal, você decide! –, mas sim de material. Se você perceber que eles brilham demais, há uma grande probabilidade de eles serem feitos de plástico e, consequentemente, vão parecer muito grosseiros, são menos maleáveis e mais difíceis de serem aplicados.

Quais são os materiais necessários para a aplicação?

Como você pode ver, são poucos os itens necessários para o processo. A cola da esquerda é da Quem Disse Berenice (R$ 29,90), e a da direita veio na mesma embalagem dos cílios presentes na imagem acima – Mythical False Lashes, GWA London (no site oficial, o preço consta como £ 6,50, mas paguei € 3,50 na Primark de Haia, na Holanda). A diferença é que a primeira vem em bisnaga, enquanto a segunda tem um aplicador – algumas vêm até com um pincelzinho na ponta para facilitar a vida. A maioria dos cílios vem com a base grudada na embalagem, mas lembre-se de que aquela cola não é feita para você aplicar direto nos olhos. Você ainda precisa usar uma cola específica!

O curvex, aquele acessório que se parece com um instrumento de tortura medieval, serve para curvar os cílios. Eu não tenho o costume de usá-lo, mas se você tem os pelinhos retos, este é um passo importantíssimo para não deixar seus cílios verdadeiros muito separados e destoantes dos falsos.

E agora? Já posso colocar?
Não, vamos com calma! O primeiro passo antes da aplicação é medir os cílios. A parte com fios menores deve ser colocada próxima ao canto interno dos olhos, já a parte maior deve ser colada no canto externo. Se for muito difícil identificar os lados, olhe com mais atenção: você vai ver que sempre tem uma parte mais avantajada e outra mais curta.

Eu nunca tive que cortar, porque meus olhos são relativamente grandes; caso os seus sejam menores, corte sempre o lado de fora. Dica: não corte uma parte grande de uma vez. Remova um tufinho, meça de novo e assim sucessivamente até chegar ao tamanho ideal. E, então, você me pergunta: "Como eu sei qual é o tamanho ideal?" O recomendado é que as pestanas postiças tenham o mesmo comprimento das naturais – se quiser um efeito mais extravagante, deixe-as um pouco mais compridas, mas não muito!

É importante ressaltar que se você achar os cílios muito longos (na vertical), compre menores da próxima vez, mas jamais corte a parte de cima. Os fios têm um movimento e um acabamento natural: eles começam mais grossos e terminam mais finos; isto é, se você cortá-los, porque estava buscando um estilo mais discreto, eles vão ficar com um efeito picotado.

Agora, sim, vamos colar!
Existem dois jeitos de aplicar, que podem variar de acordo com o tipo de cola. Se for em bisnaga, eu prefiro colocar em uma superfície de plástico, de vidro ou de metal (ou seja, qualquer material que não grude, como o papel) e, então, eu encosto a base dos cílios na cola. Eu faço isso para evitar que saia mais produto do que o necessário, escorra ou até me machuque. Afinal, a gente aprende com os erros, não é mesmo? Certa vez, eu não sabia qual quantidade usar, apliquei mais do que deveria, não esperei secar e o que aconteceu? Comecei a sentir uma ardência horrível no olho, que ficou vermelho por horas. Depois disso, eu passei a ver uma névoa branca igual Ensaio sobre a Cegueira, do Saramago. Não recomendo!

Muitas pessoas também costumam aplicar a cola na parte de cima da mão; o problema é que, às vezes, mesmo removendo com um demaquilante, a pele fica marcada e um pouco grudenta. Eu, particularmente, acho melhor usar uma superfície que não tenha aderência e que – pelo amor de Deus e de Santa Luzia, protetora dos olhos – esteja limpa. De qualquer forma, se você já estiver acostumada a usar a bisnaga por muito tempo e sabe que ela não costuma explodir, seja feliz e passe diretamente na haste. E se sair demais, não se desespere: retire o excesso com um cotonete. No fim, não existe certo e errado, existe o que funciona para você!

Se a cola vier com um aplicador e tiver um pincel na base, eu a coloco diretamente nos cílios, porque é muito mais simples ter controle da quantidade que será depositada. Eu passo em toda a extensão e dou uma atenção especial para os cantinhos, que podem descolar com mais facilidade – se os cílios postiços não estiverem seguros o suficiente mesmo depois de colados, eu reaplico um pouquinho para não correr o risco de saírem no meio da festa.

Chegou o momento mais aguardado!
Abaixo, você pode ver um passo a passo com 4 fases do processo. Eu sempre colo os cílios postiços como uma das últimas etapas da maquiagem e depois reforço ou arrumo o delineador caso seja necessário – ou deixo o delineador para depois, dependendo da situação.

Algumas pessoas gostam de fazer a maquiagem na área dos olhos depois de aplicar os cílios por receio de estragar caso borre ou escorra cola. Eu já tinha colocado sombra, delineador e máscara; se você achar melhor, também pode colocar a máscara só no final, unindo seus cílios naturais com os postiços. Eu coloco antes e depois, porque rímel nunca é demais. É cílio que você quer, bebê? Então é cílio que você vai ter!

 

1. Primeiramente, você deve esperar a cola secar um pouco antes de aplicar os cílios postiços; do contrário, eles vão ficar escorregando e você não vai conseguir fixá-los no lugar certo. Ponha-os com a ajuda de uma pinça ou com as próprias mãos. Eu começo com a pinça, para conseguir enxergar o que eu estou fazendo, e depois vou ajeitando com os meus próprios dedos.

2. A primeira parte a ser colada é a do meio; depois, o canto interno e o externo (ou na ordem que achar melhor, mas sempre começando do meio). Como você pode ver, eu estico o olho para ter uma visão melhor da área onde eu estou trabalhando. Horizontalmente, o começo dos cílios postiços deve ficar bem próximo de onde iniciam os seus cílios naturais, mas eu tenho uma dica que eu só descobri por experiência própria: se eles forem colados muito rentes ao canto interno, você vai sentir um incômodo toda vez que piscar. Dê um espaço suficiente para ficar confortável e ainda assim não parecer torto ou artificial. Quanto à distância, eles devem ficar bem próximos à raiz dos pelos naturais.

3. Depois que os cílios estiverem colados, eu seguro a base da pinça contra a haste por alguns segundos para ficar tudo no lugar – primeiro no meio e depois nos cantos. Você também pode apertá-los com os dedos para ajustá-los melhor.

4. Eu também gosto de levantá-los com os dedos para curvá-los um pouco e realçar meu olhar. Em seguida, finalizo com máscara nos meus próprios cílios e nos postiços para selá-los.

Preciso jogar os cílios postiços fora depois de usá-los?
Nããão. Olha que notícia maravilhosa! Você pode limpá-los e usá-los outras vezes. Existem vários métodos de higienização:
1. Tire a cola da haste dos cílios postiços usando uma pinça e remova a máscara e outras impurezas com um cotonete embebido em demaquilante bifásico. Em seguida, use uma escova de dentes, também molhada de demaquilante, para retirar o que ainda restou – faça movimentos delicados no mesmo sentido para não danificar os fios.

2. Coloque os cílios postiços em um pote com água quente e shampoo de bebê. Deixe de molho por aproximadamente 10 minutos para que o excesso de maquiagem saia; depois, limpe com uma escova. Você também pode tirar a cola que restar com os dedos ou com uma pinça.

3. Coloque um disco de algodão sobre uma superfície – pode ser sua penteadeira ou a pia do banheiro, por exemplo – e jogue demaquilante ou água micelar por cima. Deposite os cílios postiços e, em seguida, ponha mais um algodão (da mesma forma que o primeiro). É basicamente um sanduíche de cílios postiços com algodão, entendeu? Pressione – sem força para não estragar! – e repita o processo. Faça isso de uma a três vezes e, se preferir, use os truques acima para finalizar a limpeza: remova a cola com uma pinça e os resíduos mais grossos com uma escova ou um cotonete.

Quer algumas dicas de produtos? Veja abaixo!


*Todos os produtos são facilmente encontrados na internet. Os preços podem variar de acordo com a loja e o site pesquisados.

Espero ter ajudado! Quer conversar comigo ou mandar temas para os próximos posts? Siga meu Instagram (@laridrumond) ou mande um e-mail para larissatudobeleza@gmail.com Até a próxima semana! 😉

Sobre a autora

A jornalista e publicitária Larissa Drumond passou pelo núcleo de sites de moda da Editora Abril, pelo portal iG e por algumas agências de publicidade em São Paulo. Em setembro de 2016, decidiu finalmente seguir o amor e se mudou para o outro lado do Atlântico, mais precisamente na Holanda – onde continua explorando novidades e tendências de beleza. Trabalha com marketing voltado para o mercado brasileiro em uma startup em Rotterdam; afinal, ela sai do Brasil, mas o Brasil não sai dela. Invejosos diriam que é mentira, mas foi musa inspiradora da música "Larissa Bonita", da Madonna.

Sobre o blog

Seja bem-vindo a este espaço com resenhas, inspirações, achados e tendências de beleza mundo afora. Gosta de maquiagem e produtos de beleza também? Então puxe uma cadeira, vamos conversar!