menu
Topo
Larissa Drumond

Larissa Drumond

Conheça 7 erros comuns de maquiagem que você pode evitar

Larissa Drumond

07/06/2018 05h00

A maquiagem é uma arte aprimorada com a prática. Ninguém nasce sabendo se maquiar ou acorda um belo dia com habilidades mágicas e incríveis para fazer um delineado perfeito ou um belo contorno à las Kardashians. A boa notícia é que, hoje em dia, existem milhares de tutoriais online sobre qualquer assunto ou técnica que você queira aprender.

O treino e o tempo levam à perfeição. Antes de terminar uma maquiagem, se olhar no espelho e pensar "Uau! Estou de parabéns!", provavelmente você vai errar muito, usar cores erradas, pincéis que não são os mais adequados, marcas das quais você não vai gostar e produtos que não são os ideais para o seu tipo de pele. Pegue na minha mão, fique calma. Está tudo bem!

Eu mesma, alguns anos atrás, costumava aplicar tudo com os dedos: corretivo, base, sombra… Hoje eu tenho as ferramentas necessárias para deixar a maquiagem mais bonita – sob o meu ponto de vista, claro! A verdade é que, na maquiagem, não existe muito certo e errado, mas sim o que dá certo para você.

Algumas pessoas gostam de aplicar a base diretamente com o beauty blender – a esponja em formato de gota –, eu já prefiro aplicar com o pincel conhecido como "língua de gato" e finalizar com a esponja queijo (em formato de triângulo). Não se sinta triste ou ofendida caso você perceba que está fazendo algo que eu mostrar como errado. A minha ideia é trazer 7 técnicas, truques ou detalhes que provavelmente você não sabia que deveria fazer, ou está fazendo de outro jeito e poderia melhorar.

1. Exagerar no blush
Vamos começar por um item que eu não sei viver sem e sempre carrego na bolsa: o blush. Vou confessar que eu errava feio nesse quesito há 10 anos. Além de eu passar demais – muito mais do que eu precisava ou deveria –, eu aplicava em formato de bolinha, apenas na maçã do rosto, e acabava meio Filó de "A Praça é Nossa". Para piorar, eu ainda passava demais no nariz e ficava parecendo a rena do Papai Noel, ou que eu tinha ido à praia e tomado sol demais.

O certo seria aplicar o produto abaixo do osso das maçãs do rosto e esfumá-lo. Para ficar mais fácil de visualizar, faça um biquinho e aplique o blush na linha que se forma em direção às têmporas. Lembre-se de que você não precisa fazer força demais com o pincel, porque o objetivo não é esfoliar a pele.

Eu não ia me expor aqui, mas já que nós também podemos aprender com os erros alheios, esta sou eu aos 19 anos. Apesar de amar muito esta foto, eu parei de usar blush estilo "chinelada na cara".

Com o tempo, eu diminuí a quantidade de blush (glória a Deus!) e, mesmo quando eu coloco mais, fica harmonioso com o resto da maquiagem. Abaixo, uma prova de que eu aprendi a maneirar. Depois, aplique ilumimador acima do blush, no ossinho acima da maçã do rosto e um pouco nas têmporas. Neste post, eu mostrei direitinho como fazer.

ROLL WITH IT. 🌿🍃🌴🍉

Een bericht gedeeld door Larissa Drumond (@laridrumond) op

2. Não preparar a pele
Se você vai para a frente do espelho e já aplica a base ou o corretivo como o primeiro passo do processo, eu peço humildemente para você reconsiderar esse hábito e gastar mais uns 2 minutinhos preparando o seu rosto.

No fim de março, eu escrevi sobre 8 hábitos de beleza importantíssimos que a maioria das pessoas tem preguiça de seguir. Mas, além de todas essas atividades do dia a dia, sua pele deve estar higienizada e hidratada para que a maquiagem tenha o melhor acabamento possível. Para isso, lave seu rosto com o sabonete ideal para seu tipo de pele, limpe-o com um disco de algodão embebido em água micelar – neste post, eu convidei uma dermatologista para explicar o que é, para que serve e como usar o produto – e use um hidratante.

Eu tinha muito medo de usar hidratante, porque achava que minha pele iria ficar mais oleosa ainda. Balela! Isso não vai acontecer. Peles oleosas também precisam de hidratação. Um produto que faz toda a diferença para mim é o Effaclar K (+), da La Roche PosayAlém de conter vitamina E na composição, ele hidrata e controla a oleosidade ao mesmo tempo. Infelizmente não está disponível no Brasil, mas outra opção da mesma marca é o La Roche Posay Effaclar Mat Hidratante Antioleosidade.

Também sou fã do Clinique Smart Broad Spectrum SPF 15 Custom-Repair Moisturizer, que pode ser usado em todos os tipos de pele (inclusive, oleosa, já que é oil free), contém fator de proteção solar e deixa o rosto viçoso. Mas fique à vontade para usar o hidratante que quiser e estiver mais acostumada.

Dica: uma marca brasileira de skincare da qual eu gosto e sinto muita falta na Holanda é a Adcos. Se você tiver a oportunidade de visitar alguma loja, eu recomendo muito. Apesar de morar na Europa e ter acesso a marcas internacionais a um preço consideravelmente mais acessível do que no Brasil, eu valorizo muito os nossos produtos. Temos marcas de altíssima qualidade! Aproveite.

Depois do hidratante, é a hora do primer! Não é um erro fatal não usá-lo, mas olha… Faz uma grande diferença. O produto proporciona um efeito mate e regula a oleosidade, fazendo com que a maquiagem dure mais. Você pode aplicar com seus próprios dedos ou com a ajuda de um pincel duo-fiber – aquele que mistura cerdas naturais com as sintéticas; neste caso especificamente, eu prefiro aplicar com os dedos.

Na semana passada, eu comprei um incrível da Yves Saint Laurent, chamado Touche Eclat Blur Primer (€ 44, o equivalente a quase R$ 200). Eu percebo o toque aveludado na hora! Aprovadíssimo. Mas, claro, existem inúmeras marcas nacionais e internacionais disponíveis no Brasil com primers excelentes. Basta escolher o seu!

3. Aplicar corretivo mais claro abaixo dos olhos


Eu tenho a sensação de que as pessoas não cometem esse erro com tanta frequência, mas era algo bem comum no final dos anos 2000 e no começo da década de 2010. Parecia que era um combo: pague 1 corretivo claro demais abaixo dos olhos e leve um batom claro e um blush carregado. Hoje as tendências mudaram e o acesso à informação é muito mais fácil: todo mundo pode consultar tutoriais no Youtube, ler blogs, seguir influenciadoras e maquiadores no Instagram, buscar referências no Pinterest. Ou seja, se você quiser mesmo aprender, é só pesquisar e praticar.

Em março deste ano, eu convidei a Juliana Coelho, maquiadora profissional há 7 anos, para explicar tudo sobre corretivo: como aplicar, qual tipo é melhor e qual cor escolher. Vale a pena clicar para conferir, porque as dicas são incríveis. Tenho certeza de que você vai esconder as olheiras, iluminar a região abaixo dos olhos e nunca mais sair de casa parecendo um panda.

4. Não espalhar a base na linha da mandíbula
Qualquer que seja a cobertura ou o acabamento da base, o importante é escolher a cor certa para sua pele, não aplicá-la em grandes quantidades e espalhar bem. Lembre-se de que você não vai para um baile de máscaras, ou seja, a base não deve terminar um pouco antes da orelha ou criar uma divisão entre a linha da mandíbula e o pescoço.

Mas não adianta espalhar até o pescoço e ver uma mancha amarelada ou laranja quando você levantar a cabeça; isso significa que você resolveu um problema e criou outro. Espalhe até uniformizar o tom do rosto com o do pescoço.

O lugar onde você se maquia todos os dias também faz toda a diferença. É um banheiro onde não entra muita luz? É no quarto com a persiana entreaberta? É no closet onde não tem janela? Sempre confira sua maquiagem em um local com muita luz natural, porque é lá que você vai ver se a base está marcada ou manchada. Eu, por exemplo, não gosto de me maquiar com muita luz no ambiente, sou meio vampirona! Mas eu sempre dou uma passadinha no banheiro, que é bem claro, para dar aquela verificada final.

5. Esticar os olhos para delinear

Qual é a primeira coisa que você faz quando começa a fazer o traço com o delineador? Rezar uma Ave Maria para tudo dar certo! Ok, e a segunda? Se você responder "puxar os olhos para a pele ficar mais firme e lisinha", é melhor rever a forma como você se maquia. O problema é que quando você puxa a pele, o traço do gatinho não vai ficar no lugar onde você acha que ele vai estar: provavelmente ele vai ficar muito para baixo, fazendo com que seu olhar fique caído, enquanto a ideia é levantá-lo.

Eu também não recomendaria o uso de lápis, como na foto, porque a ponta não é fina o suficiente e você não vai ter precisão nenhuma ao desenhar. Gatinho, então, praticamente impossível! O resultado é muito grosseiro. Eu usava lápis na parte de cima quando eu tinha 17 anos e precisava ficar com o olho mais preto possível para ir em shows de rock e de metal, mas essa fase já passou.

Neste post em que eu trouxe 7 dicas de maquiagem para quem tem preguiça de se maquiar, eu falo mais sobre os diferentes tipos de delineador e como aplicá-los, assim você pode escolher seu preferido e treinar em casa até o processo ficar muito mais natural. Em vez de rezar uma Ave Maria antes, só o sinal da cruz já vai bastar!

6. Deixar as sobrancelhas marcadas demais
As sobrancelhas mudam muito uma feição. No momento, está na moda deixá-las grandes e mais naturais à la Dua Lipa, mas se você não tem muitos pelos ou tem, mas eles são claros demais, eu acho muito válido recorrer ao microblading para conquistar o sonho da sobrancelha grossa própria. Ou simplesmente deixar como elas são mesmo, caso você seja feliz assim, porque ninguém é obrigado a nada. Mas, se decidir pela primeira opção, conheça o trabalho da profissional, veja se o resultado é natural, porque não tem nada mais assustador do que sobrancelhas superfalsas, que parecem ter sido pintadas com um canetão de lousa.

Além disso, não preencha suas sobrancelhas com a mesma quantidade de produto por toda sua extensão – seja com lápis, sombra, gel ou máscara específica. Deixe o começo e o final mais naturais e aplique um pouco mais no centro, onde fica o arqueado. O começo também deve ser mais natural, sem formar um quadrado na ponta. Lembre-se de pentear os pelos com uma escovinha antes para acertá-las.

Minha sobrancelha sempre foi muito fácil de cuidar. Ela é muito escura e consistente, então eu não preciso fazer quase nada. Mesmo assim, eu gosto de aplicar a máscara da NYX, na cor "Black". Na Holanda, não existe Sephora… Um minuto de silêncio. Mas, para compensar, existe uma rede de lojas chamada Douglascom todas as marcas premium e também uma linha própria, que tem uma máscara de sobrancelhas ótima e que custa apenas € 9,99. Só o aplicador que poderia ser maior, mas de resto, cumpre sua premissa perfeitamente.

Existem várias outras marcas com produtos incríveis para sobrancelha, como a Benefit, a Bobbi Browna Chanel, entre outras.

7. Usar iluminador muito claro

Eu não sei o que está acontecendo com as pessoas no Instagram e que iluminador poderosíssimo é esse que agoras elas estão parecendo um boneco de cera do Madame Tussauds. Há boatos de que, na verdade, é Facetune, aquele aplicativo de edição de imagem para corrigir imperfeições e fazer modificações na foto. Limites, gente, limites…

Além de não passar iluminador demais, para evitar que sua maquiagem fique muito artificial, cuidado com a cor! Se você é muito branquinha, o champagne, o perolado e o pêssego são as melhores opções. Se você é morena ou negra, o dourado pode cair melhor. Eu, por exemplo, gosto de misturar o dourado com um champagne ou rosé, porque fica mais natural para mim.

Se você quiser dicas de iluminador e ficou curiosa para conhecer os meus preferidos, deixe um comentário. Eu posso fazer um post com este tema em breve!

Qual desses erros você cometia? Compartilhe comigo! Juro que não vou julgá-la, estou aqui só para ajudar.

Se quiser saber por onde eu ando, me siga no Instagram (@laridrumond) e até a próxima!

Sobre a autora

A jornalista e publicitária Larissa Drumond passou pelo núcleo de sites de moda da Editora Abril, pelo portal iG e por algumas agências de publicidade em São Paulo. Em setembro de 2016, decidiu finalmente seguir o amor e se mudou para o outro lado do Atlântico, mais precisamente na Holanda – onde continua explorando novidades e tendências de beleza. Trabalha com marketing voltado para o mercado brasileiro em uma startup em Rotterdam; afinal, ela sai do Brasil, mas o Brasil não sai dela. Invejosos diriam que é mentira, mas foi musa inspiradora da música "Larissa Bonita", da Madonna.

Sobre o blog

Seja bem-vindo a este espaço com resenhas, inspirações, achados e tendências de beleza mundo afora. Gosta de maquiagem e produtos de beleza também? Então puxe uma cadeira, vamos conversar!